(Broken Love) Letter to I

n13011
Não é fácil “gerir” isto que sinto. Sinto-me dividido. Sabes tão bem como eu que a minha cabeça serve para segurar chapéus – não a uso para pensar.
Se tenho dias em que me apetecia largar tudo, fazer frente a tudo e todos e mover montanhas para ir ter contigo… Sonhos! …No dia a seguir a cabeça acorda e lembra-se de como as coisas são na “vida real”.

E então? Isso muda alguma coisa? Muda.

Tu conheces-me. Talvez melhor que ninguém. Se bem que já não sou exactamente o mesmo. Sou mais desconfiado ou, se preferires, sou menos inocente, menos ingénuo. Já não me entrego com a mesma facilidade, apesar de me entregar!

Confusa? Eu também!

Acredito muito menos no “para sempre” hoje do que no dia em que te conheci. Infinitamente menos. Monstruosamente menos. Porque há pessoas que não são como eu. E analisam tudo o que lhes dizem ou fazem ao microscópio. Porque passei por muita merda com pessoas que racionalizam tudo e na verdade não sentem nada. Perdi boa parte do meu espírito a lutar por coisas que não existiam – nem nunca existiram.

Não tenho muita força, hoje. Tenho pouca vontade. Acabaram (mesmo) comigo e nunca mais vou ser o mesmo. Bem posso andar a rir-me, por fora, e a fazer os outros rir e – sim – tenho dias muito melhores que outros. Mas, na verdade, por dentro ando triste. Sinto-me miserável, nuns dias. Nos outros, inútil. E,  todos os dias,  me sinto sozinho.

Se me perguntares, ando “à procura de alguém”? Não. Não tenho vontade. Muito menos paciência. E não me vai cair ninguém no colo – de certeza.

É bom saber que estás aqui, outra vez. Um dia que passe sem falar contigo custa mais a passar. Custa mesmo.

Mas também fico triste.
Ao mesmo tempo que sinto e sei o que sentes, tenho, de repente, o peso todo do mundo e da realidade a cair-me nas costas, na mente, no coração e no espírito.
E, de facto, tenho.
Tenho toda a impossibilidade e a improbabilidade  a cair-me em cima.
Porque sou adulto (apesar de não querer ser) e sei como estas coisas funcionam.

Dito isto, se me dissesses hoje “vem ter comigo, quero-te aqui” largava tudo o que estivesse a fazer e ia.

Tu mexeste comigo desde o primeiro dia em que te vi. Rebentaste-me com o coração – no bom sentido! – quando retribuíste o sentimento… E eu arruinei tudo.
Acabei com a pessoa errada.
Fiz de conta que não existias porque me pediram.
Fui fraco.
Morri por dentro, no fundo.
E agora estás tão perto de mim como eu estou perto de chegar à Lua a pé.

Percebes?
É difícil amar assim alguém e saber que te ama de volta. Mas que isso não adianta nada. Sentir que tens o coração a voar, num momento, e amarrado com pedras no fundo de um oceano no seguinte. É difícil sentir isto e estar longe de ti. É difícil estar separado de ti pela vida e pelo mundo e pela maneira como as coisas têm que ser!

Perdoa se te magoei com alguma coisa que te escrevi, mas o que está aqui é o meu coração. Amargurado, escuro, pequenino… Mas com pontos de luz. Dos quais és o maior.

I wanna set it straight
I wanna make it right
But girl you’re so far away

Oh, hold still for a moment and I’ll find you
I’m so close, I’m just a small step behind you girl
And I could hold you if you just stood still

Oh, I’ll hold still for a moment so you’ll find me
You’re so close, I can feel you all around me boy
I know you’re somewhere out there
I know you’re somewhere out there

Oh, hold still for a moment and I’ll find you
You’re so close, I can feel you all around me
And I could hold you if you just stood still
Oh, I’ll hold still for a moment so you’ll find me
I’m so close, I’m just a small step behind you
I know you’re somewhere out there
I know you’re somewhere out there
I know you’re somewhere out there

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.