Ayrton Senna da Silva

image

Desde que me lembro de ver Fórmula 1, nos tempos em que ainda valia a pena, tanto eu como toda a família vibrávamos, aos Domingos, ao ver aquele capacete amarelo berrante passar a alta velocidade pelo ecrã da nossa televisão.
Nunca soube porquê mas, mesmo sem saber nada da vida, era aquela figura que me enchia de alegria todos os Domingos, com as pole positions, as vitórias e os títulos mundiais.
Ayrton era um homem à parte. Um talento inato que chegou onde chegou pelo seu próprio pé, o mérito das suas conquistas pertence-lhe apenas a ele. Nunca precisou de boleias e nunca entrou em politiquices. A pilotagem e a Fórmula 1 eram a sua paixão. E viveu essa paixão de forma intensa e obsessiva até ao dia em que nos deixou, ao volante de um carro de Fórmula 1, que como todas as paixões intensas e obsessivas, acabou por traí-lo.
Será uma referência eterna para mim, como homem, desportista e benemérito.
O melhor de sempre.
Onde quer que estejas, descansa em paz Ayrton.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.