A Estupidez Humana

einstein

 

A Humanidade. Supostamente um bando de animais racionais, com capacidades de comunicação verbal e não verbal.  Com a capacidade de inventar tudo e mais alguma coisa para melhorar, não só a vida do próprio e do vizinho, como também de todo o planeta e toda a vida que nele habita.

Em vez disso temos o quê?

Um bando de animais raivosos que, não só consomem todos os recursos que apanham (de tal forma que estamos a ultrapassar, ou já ultrapassámos, a capacidade produtiva da Terra), como, na sede constante de mais para consumir e gerar lucros, destroem-se uns aos outros (seja por dinheiro ou recursos seja por crenças e, pior que isso, tudo o que o Planeta tem para nos oferecer.

Vejamos então o que se passa no Médio Oriente, no Iraque e na Ucrânia.

O conflito israelo-árabe já se arrasta praticamente desde meados do Século XX (já para não falar do que vem desde o início da Cristandade). O conflito que todos julgam ser por territórios ou crenças resume-se, no fundo, a uma coisa: acesso a água (segundo li num artigo aqui uns anos, cujo autor já não me recordo). A maior parte dos colonatos israelitas estão em zonas do território palestiniano que são muito ricas em água, que em tudo o mundo (mas naquelas partes do mundo em particular), é um recurso valiosíssimo.

No Iraque, temos um grupo de (auto-intitulados) extremistas muçulmanos que usam os princípios do Corão (ou a distorção dos mesmos, para aquilo que lhes convém) para massacrar todos os que estão “fora” das suas crenças, sejam cristãos, iraquianos de origem curda ou, pasme-se, os restantes muçulmanos. Ora o que estes animais estão a fazer não é só por princípios ou crenças religiosas. Financiados que são por organizações terroristas, as pretensões de expansão territorial do chamado “Estado Islâmico do Iraque e Síria” mais não pretenderá do que expandir território para permitir criar condições para alargar o tráfico de ópio, que é a principal fonte de rendimento das organizações terroristas. E atenção que os talibãs (e restantes fundamentalistas islâmicos) proíbem toda e qualquer fonte de “prazer” que não derive do Corão. Da música (considerada pecaminosa) ao álcool. Álcool nem pensar, plantações de ópio que se estendem por quilómetros? Siga! Que se lixe o ódio à América, ao Ocidente e às restantes religiões (sendo que são mesmo contra a própria religião que acerrimamente defendem, ao dizimar xiitas e outros grupos às centenas), a gente quer é dinheiro!

Por fim, temos os coitadinhos dos Russos – que incitam e promovem a revolta em províncias da Ucrânia, com ajuda e conivência das populações russas, e ucranianos supostamente pró russos, que lá residem – e depois, sob a pretensa da “ajuda humanitária” às populações que lá residem, estacionam milhares de tropas e variado equipamento militar (este último, primeiro às claras e depois escondido em camiões de “ajuda humanitária”) na fronteira da província ucraniana da Crimeia (que é pretendida pelos Russos há séculos devido ao acesso que permite ao Mar Negro e a jazidas de gás natural e petróleo). O objectivo final desta invasão ridícula e encapotada, que inclusive já custou a vida a 300 passageiros inocentes de um voo comercial que sobrevoou a região, não é mais do que permitir que os oleodutos e gasodutos russos cheguem ao Mar Negro, além das óbvias pretensões imperialistas russas, que andam “atrás” do território da Crimeia desde o tempo dos czares vs Napoleão.
No meio disto tudo, não há sanções internacionais que os parem nem limites para a propaganda que fazem. Ainda hoje, no Telejornal, ouvi russos que residem na Ucrânia comparar as acções das forças ucranianas ao cerco de Leninegrado pelos nazis na Segunda Guerra Mundial. Já para não falar do culto de personalidade que se está a gerar, já há largos anos a esta parte, em volta de Vladimir Putin (que, já agora, é um ex-agente do KGB). Que, na minha opinião, tem potencial para ser mais perigoso que um José Estaline, feitos os devidos ajustes às épocas históricas.

Basicamente, in a nutshell, este é o mundo que temos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.