Sin City 2: A Dame To Kill For – Opiniões

Trailer Oficial

Trailer Red Band, ComicCon 2014

Fica desde já feito o devido **SPOILER ALERT**, posso vir a mencionar pormenores do filme ao longo da crítica.

Mais uma joint-venture de Frank Miller e Robert Rodriguez, no argumento (o primeiro, baseado na sobejamente conhecida série de graphic novels escrita pelo senhor Miller) e na realização (entre os dois).

Infelizmente saiu fraquito…!

Regressamos a Sin City, a cidade do pecado original (qual Las Vegas, qual carapuça), onde quem manda são os criminosos e, em certas secções da cidade, as prostitutas.
Onde os polícias (os poucos que não são corruptos) tentam desperadamente conter o crime, numa luta perdida antes de principiar.
Onde os políticos corruptos são os maiores criminosos e conseguem sair impunes de qualquer crime, aliás utilizam o crime para manter a posição e mostrar quem manda.

É neste ambiente que se movem as várias personagens da saga:

Marv (Mickey Rourke, mais uma interpretação brutal, de um dos homens mais feios do cinema actual!) é um brutamontes doente mental, que adora violência, e a brutalidade com que trata as suas vítimas é prova disso. Ao mesmo tempo tem, lá no fundo,um bom coração, e tenta ajudar os amigos quando necessitam de ajuda. Normalmente, e como seria de esperar, a ajuda resulta em muitas mortes, e bem violentas por sinal. Provavelmente a minha personagem favorita. Mete-se em enormes assados, e, na maior parte das vezes, não se lembra como foi lá parar e está cercado de corpos mutilados e destruição.

Nancy (Jessica Alba, chochinha, como sempre) uma stripper com um passado traumático (vide o primeiro filme) e uma das personagens à volta das quais gira uma das estórias do filme. Vive atormentada com a morte do homem que amava (vide primeiro filme!) às mãos de um político corrupto (cujo filho a tentou violar e assassinar enquanto era criança no primeiro filme) e tenta a vingança por todos os meios.

Dwight (Josh Brolin, no papel interpretado por Clive Owen no primeiro filme. Uma interpretação espectacular, do próximo super-vilão Marvel – Thanos!!!) um detective privado com um passado obscuro, que gira em volta da mulher fatal que dá título ao filme e da relação tempestuosa e obsessiva com a mesma. Apesar de ganhar a vida de forma sórdida, demonstra ter coração e procura trazer alguma justiça às ruas de Sin City, mais que não seja pelas próprias mãos.

Johnny (Joseph Gordon-Levitt, estes papéis obscuros assentam-lhe que nem uma luva. Mais alguém gostava de o ver na pele de um Robin mauzinho como as cobras?) um pintas, bafejado pela sorte, que se mete num jogo de póquer como o Senador Roark (que domina a cidade, pelo crime claro). Claro que a coisa lhe corre mal, quando ganha o jogo, e se vê nas garras do Senador de quem, só por acaso, é filho ilegítimo.

Ava (Eva Green de quem só vi dois filmes, incluíndo este, e cujas capacidades enquanto actriz, não me impressionam), a mulher fatal, manipuladora e devoradora de homens que dá o título ao filme. Passa 90% do tempo do tempo de antena que tem nua…

Temos ainda vários pequenos papéis de muitas caras conhecidas do universo de Hollywood – Powers Boothe, Ray Liotta, Bruce Willis, Rosario Dawson, Christopher Meloni, Jeremy Piven e Christopher Lloyd, para citar uns quantos exemplos.

Quanto ao filme em si, mantém o visual muito semelhante à BD de Frank Miller (tal como no primeiro filme,imitando mesmo alguns quadros dos livros), com uma imagem a preto e branco estilizada e com muito poucos apontamentos de cor. Este visual, para mim, continua a ser o ponto mais forte e mais marcante destes filmes. 

Música, edição e diálogos são outros dos pontos fortíssimos deste filme. Música e edição de Robert Rodriguez, como é habitual nos filmes do realizador mexicano e que ajudam a construir o ambiente opressivo da Cidade do Pecado. Diálogos (mais precisamente monólogos – e muitos) a fazerem lembrar os filmes de Tarantino. Ou não fossem estes dois realizadores unha com carne, além de partilharem muitas influências e referências entre si. 

Sinceramente, apesar dos muitos pontos fortes que já referi, achei o filme fraquinho.

Não percebi porque raio foi filmado para 3D… Nem se dá por nada de especial. Provavlemente, como filme saiu fraquinho,foi para tentar sentar mais alguns rabos nas cadeiras. Mas não vale o preço de um bilhete 3D. Vejam o filme em versão normal.
Na minha opinião tem uma duração exagerada, justificada apenas para se conseguirem contar as várias estórias que se cruzam no filme.
Quem viu o primeiro filme, provavelmente, vai ficar baralhado. Não vai perceber se o filme é sequela ou prequela. Porque contam-se estórias que continuam o primeiro filme (como o que acontece com a Nancy depois da morte do Detective Hartigan, no primeiro filme) e outras que servem para introduzir personagens que já vemos no primeiro filme (como o gigante Manute ou a história por trás da personagem de Dwight). Além de introduzir mais uma nova história em torno da família Roark, com Johnny, o filho ilegítimo do Senador. A família Roark que domina a cidade do pecado através do crime e da corrupção e que, supostamente, foi derrotada no primeiro filme, mas aqui parece estar “no auge”.
A interpretação de Eva Green é mais um ponto fraco do filme. Porque, além de fraquinha como actriz (nem consegue disfarçar muito bem a pronúncia inglesa) passa 90% do tempo que está em ecrã como veio ao mundo – por um lado agradece-se que a miúda é gira, mas por outro lado acaba por ser bastante exagerado e por parecer um bocadinho exploratório.
E, lá está, Jessica Alba chochita como sempre. Ainda por cima num papel central. Fazia falta ali alguém com créditos firmados, digo eu.

Sin City 2, apesar das fraquezas, não deixa de ser um filme a ver, se foram apreciadores do género. Vão prevenidos, já sabem que não é grande espingarda…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.